Eu aceito os cookies deste website.

Usamos cookies para fazer este website melhor. Para saber mais sobre estes cookies, por favor, leia nossa Política de cookies.. Caso você continue sem alterar as suas configurações de cookies, você estará consentindo com seu uso. Porém, caso você tenha interesse em remover nossos cookies, encontrará como fazê-lo na nossa política de cookies.

5.1 Duração de uma partida

Uma partida terá uma duração de não mais de 80 minutos mais o tempo descontado, e os tempos suplementares em quaisquer disposições especiais. Uma partida é dividida em duas metades, cada uma das quais não deverá ter mais de 40 minutos de tempo de jogo.

5.2 Meio tempo

Após o primeiro meio tempo as equipes mudam de lado no Campo de Jogo. Há um intervalo não superior a 15 minutos. A duração do intervalo é decidida pelo organizador da partida, a União, ou o organizador reconhecido que tenha jurisdição sobre o jogo. Durante o intervalo as equipes, o árbitro e os bandeirinhas podem sair do campo.

5.3 Controle do Tempo

O árbitro controla o tempo, porém pode delegar a tarefa para um ou ambos os árbitros assistentes e/ou um cronometrista oficial, em cujo caso o árbitro sinaliza quando detenha o jogo ou tenha que descontar o tempo. Em partidas em que não exista um cronometrista, se o árbitro tem dúvidas a respeito do tempo correto, o árbitro consultará um ou ambos os árbitros assistentes e pode consultar outros, mas somente se os árbitros assistentes não o puderem auxiliar.

5.4 Tempo descontado

O tempo adicional pode ser concedido pelos seguintes motivos:

(a)
Lesão. O árbitro pode parar o jogo por não mais de um minuto para que um jogador lesionado seja atendido, ou para qualquer outra demora permitida.

O árbitro pode permitir que o jogo continue enquanto uma pessoa idônea com conhecimentos médicos atende um jogador lesionado na área de jogo ou o jogador pode aproximar-se da Linha de Lateral para ser atendido.

Se um jogador está lesionado gravemente e precisa ser removido do campo, o árbitro possui autoridade para permitir que seja tomado o tempo necessário de remoção do jogador lesionado do campo de jogo.

(b)
Troca de uniforme de um jogador. Quando a bola está morta, o árbitro dará tempo a um jogador para substituir ou reparar a camiseta, calções ou chuteiras com problemas. Deve-se descontar o tempo para um jogador atar os cadarços das suas chuteiras.
(c)
Troca e substituição temporária de jogadores. Descontar-se-á o tempo quando um jogador é substituído.
(d)
Árbitro consultando com árbitro (s) assistente (s) ou outros oficiais. Desconta-se o tempo para consultas entre o árbitro e árbitros assistentes ou outros oficiais.
5.5 Recuperação do tempo descontado

Qualquer tempo descontado será utilizado no mesmo meio tempo da partida em que o mesmo ocorra.

5.6 Jogando o tempo extra

Um jogo pode durar mais de oitenta minutos se o Organizador da Partida autorizou que se joguem tempos suplementares em caso de empate em um torneio por eliminação.

5.7 Outras disposições referentes ao tempo

(a)

As partidas internacionais sempre terão oitenta minutos de duração mais o tempo descontado.

(b)

Nas partidas que não sejam internacionais a União pode decidir a duração do jogo.

(c)

Se a União não estipular, as equipes acordarão sobre a duração da partida. Se não obtiverem acordo a decisão caberá ao árbitro.

(d)

O árbitro tem a autoridade de encerrar a partida em qualquer momento caso acredite que aquela partida não deverá continuar por ser muito perigosa.

(e)

Se o tempo acabar e a bola não está morta, ou não se tenha jogado um scrum ou alinhamento lateral já marcado, o árbitro permitirá que a partida continue até a próxima vez que a bola fique morta. A bola é considerada morta quando o juiz marca um scrum, line-out, uma opção para o time não infrator (quando se joga em vantagem), chutada para fora ou após uma conversão bem sucedida entre os postes. Se o scrum precisar ser refeito, o scrum não foi completado. Se o tempo terminou e em seguida se marca um mark, um free kick ou um chute de pênalti for concedido, o árbitro permitirá a continuação do jogo.

PROVA DE MODIFICAÇÃO A LEI

Se um pênalti é chutado para a lateral após o tempo ter terminado sem ter tocado outro jogador, o lançamento é efetuado e o jogo continua até a próxima ocasião em que a bola torne-se morta.

(f)

Se o tempo terminou após se ter marcado um try, o árbitro permitirá que se realize a tentativa de Conversão.

(g)

Uma equipe que marca um try perto do final da partida pode executar o chute de conversão ou não. Desde que se recuse a efetuar o chute ou o efetue dentro do tempo restante, o reinício será realizado e o jogo acabará na próxima interrupção conforme as Leis. O tempo se computa desde que toma contato com a bola para chutar o reinicio.

(h)

Se houver uma pontuação no final da partida e há tempo para o chute de reinicio, mas o tempo de jogo vai expirar imediatamente após o chute, e o chutador:

  • Não chuta a bola além dos 10 metros
  • Chuta a bola diretamente para fora
  • Chuta a bola e resulta morta sobre ou além da linha de Lateral de In-goal ou linha de bola morta dos oponentes

o árbitro oferecerá para a equipe não infratora as opções previstas na Lei 13.7, 13.8 e 13.9, respectivamente, e o jogo continua até a próxima bola morta.

(i)

Quando a condição climática for excepcionalmente quente e/ou úmida, o árbitro, ao seu critério, pode permitir uma pausa para hidratação em cada tempo de jogo. Essa pausa não deve ser maior que um minuto. O tempo descontado deve ser adicionado no final do meio tempo. A pausa para hidratação deve acontecer normalmente após um dos times pontuar ou quando a bola estiver fora de jogo e perto da linha do meio do campo.